Constelação Familiar. O que é? Os benefícios e os perigos!

Atualizado: 13 de jul.




O Começo



Neste artigo você vai ler...

- Curiosidade: Bert Hellinger não criou a Constelação Familiar

- Outras abordagens: Bert e sua trajetória

- Há perigo na Constelação Familiar?

- O que Bert descobriu a mais? Qual a grande sacada?

- As leis que nos adoecem, mas que também podem curar

- Tenha os melhores resultados de cura

- As 3 leis dos bons relacionamentos

- Constelação não é Psicologia, nem terapia

- Quantas sessões?

- É para todos?

- Constelação cura doenças?

- Campo, o que é campo?

- Não é espírito!!! Não é religião!!!



Você sabia que Bert Hellinger não é o criador do nome Constelação Familiar? A Constelação Familiar tal qual a conhecemos hoje é uma evolução da Constelação Familiar de Virgínia Satir e Thea Schonfelder. Bert acrescentou muitas de suas percepções à este trabalho e inclusive tentou rebatizá-la com outros nomes que não vingaram, como por exemplo: movimentos da alma, ou ainda, movimentos do espírito e, por último, novas constelações.


Bert é um ex-padre católico. Ele estudou psicanálise, análise transacional, terapia primal, hipnose Ericksoniana e muitas outras abordagens terapêuticas que lhe permitiram sintetizar, com riqueza única, suas múltiplas experiências. Este apanhado de vivências biográficas deram corpo e alma à sua filosofia prática que é cirúrgica e tem, de fato, impactado tantas pessoas mundo a fora.


Atendimento Online Constelação Familiar

Atendimento Online Psicoterapia Breve


Salvação ou Destruição


Antes de registrar aqui um bocado de informações que poderão lhe ajudar a fazer ou não sua Constelação Familiar, já vou logo dizendo que não vejo perigo em si nessa abordagem - nem tão pouco benefício em si. O que vai deixá-la danosa ou abençoada é a postura do profissional, bem como, a postura do cliente. Ambos precisam fazer o ''dever de casa''. A Constelação Familiar nos pede este cuidado. Não é necessário que o cliente estude a fundo a filosofia de Bert Hellinger - não se trata disso. Mas, também não vá para uma Constelação Familiar mistificando ou espiritualizando o campo e a fenomenologia. Pesquise antes o seu facilitador e veja se está alinhado com o que você deseja. Bert Hellinger diz que o raio só atinge aquele que levanta a mão. Então, pesquise! Não haverá perigo caso essa pequena dica seja levada em consideração.

Mais de 6000 visualizações mensais

Vamos continuar com este artigo que, diga-se de passagem, é bastante acessado mensalmente, ajudando milhares de pessoas sobre este assunto. É um artigo recheado de bons esclarecimentos e perspectivas sobre Constelação Familiar.


Então, você, talvez, pode estar se perguntando, Bert descobriu o quê? a mais que Virginia Satir? O que há de diferente entre eles? Qual a novidade? Isso me ajuda em que? A que se deve o triunfo dessa forma de ajuda?

Bom, Hellinger revelou algo muito profundo e inusitado sobre a natureza sapiens. Observando as famílias e as pessoas que atendia, ele conseguiu, genialmente, extrair dali alguns padrões. Parece, segundo ele e nossa observação em campo atendendo milhares de pessoas, existir 3 leis naturais e psíquicas que regem os relacionamentos humanos. Seriam elas: pertencimento, ordem e equilíbrio.

E o que isso tem a ver com sua paz, sua cura, sua tranquilidade?

Não é difícil enxergar – e depois de Bert isso ficou ainda mais claro – que os agrupamentos humanos precisaram, precisam e precisarão de leis de convívio para não sucumbirem enquanto espécie, certo? Bert afirmava (mediante observação enquanto atendia quem buscava ajuda) que estas leis estavam cravadas na alma humana de forma muito profunda; isso, claro, levando-se em conta que, possivelmente, elas (as leis) brotaram em nossa espécie desde os primeiros lampejos de consciência humana – ou quase isso. Os melhores resultados

Costumo dizer aos meus clientes que sem a consciência dessas leis a sessão não traz tão bons resultados quanto gostaríamos. Então, vou repetir: se você busca cura consistente e não quer ficar feito io-io fazendo Constelação aqui e acolá, guarde as 3 leis em seu coração e medita sobre elas.


É preciso se ter em mente que na sessão vamos ter noção sobre qual lei estamos infringindo. Mas, após a sessão, o cliente precisará mudar suas atitudes e isso só será possível se ele/ela estiverem cientes das leis. Então, deixo a seguir um pouco sobre o assunto das 3 leis para você. Também convido você a visitar minhas redes sociais, pois nelas sempre trago conteúdo de alta qualidade sobre o assunto. Assim a gente cresce juntos.

Instagram – Youtube As 3 leis

Fato é que nosso organismo biopsicossocial tem profunda reverência ao grupo que o partejou. Algo profundo em nós também faz honras à todos os demais partejados alí. Todos são importantes para a sobrevivência do grupo, todos fazem parte. Esta, então, seria a lei do pertencimento em nós.

Outro ponto importante é saber seu lugar. Parece que algo em nós se importa em ocupar somente o seu lugar e nada mais que isso. Mas, como saber sobre o ”nosso lugar”? Não é tarefa difícil. Os mais antigos têm lugar de destaque em detrimento aos mais novos, afinal de contas eles construíram o mundo que agora pisamos e isso, parece, precisa ser valorizado - psiquicamente falando. Essa é lei da ordem (ou hierarquia).

A terceira lei é a lei do equilíbrio e ela nasceu, provavelmente, da necessidade de trocas - do dar e tomar - do intercâmbio entre os indivíduos e/ou grupos de indivíduos – seja de alimento, de roupa, de favores, de proteção. Essa é uma lei que atua de forma importante nos casamentos, parcerias comerciais, sociedades empresariais, amizade, namoros e etc.


Todas essas leis estão profundamente ligadas à nossa necessidade de sobrevivência, aliás. Por isso, parece, elas ainda estão inscritas, gravadas, talhadas e atuantes em nossas almas de forma tão estabelecida. Autorregulação psíquica

Submetidos a estas leis estamos. E nosso organismo não permite desvios. Assim, quando você exagera na comida, ele se autorregula e busca alguma solução; assim também é psiquicamente (ao menos parece ser). Seu psicoorganismo vai reagir e passa mal quando você infraciona alguma ou todas as 3 leis. É uma espécie de autorregulação psíquica. Excluir e julgar pessoas, por exemplo, é um ataque à lei do pertencimento; desrespeitar os pais e os mais velhos ataca a lei da ordem; ser só aquele que doa, doa, doa e não sabe receber ou vice-versa vai de encontro à lei do equilíbrio. Constelação é psicologia? Não. Não é. E isso também gera muitas confusões entre as pessoas. A Constelação Familiar não é um tratamento. Ela está mais para um ”estilo de vida” do que para uma terapia. Aquele que a compreende nesse nível, é mais feliz com a abordagem e extrai dela bem melhores resultados. Costumo dizer que Constelação Familiar não é terapia, não é coaching, não é hipnose, não é psicanálise e nem é psicologia. Constelação Familiar é constelação familiar – e não há outro jeito de se dizer isso.


Atendimento Online Psicoterapia Breve


Quantas sessões? A Constelação Familiar não tem sessões recorrentes, por exemplo, como é na Terapia. Em apenas uma sessão alguma informação é sacada do encontro entre o constelador e o constelado. Isso, para alguns, basta para o próximo movimento que ele/ela precisará dar na vida.


É para todos?

Reparou que eu disse "para alguns"? Ao meu ver a Constelação é para todos e ao mesmo tempo não é para todos. Há quem consiga com 1 sessão de CF mudar sua história de forma surpreendente. Estas pessoas tem perfil mais autodidata. Contudo, preciso dizer que a maioria não tem tal perfil e precisa, após a CF, buscar apoio junto a um terapeuta. Dica importante: o processo de Constelação não exclui a Terapia. Você pode fazer ambas - isso não quer dizer que você é melhor ou pior por isso, nem mais lerdo ou esperto. Cada qual é cada qual. A terapia faz bem e tem seu lugar no nosso desenvolvimento pessoal :)


Geralmente a qualidade da informação extraída do campo é tão (mas tão relevante) que o cliente precisará dos próximos 2 anos, 5 anos, 10 anos para colocar tal postura em ação. Por isso não é indicado uma sessão após a outra. Eu sempre indico ao menos 1 ano de espaço entre uma sessão é outra (mas, claro que cada caso é um caso e isso precisa ser olhado individualmente).


Atendimento Online Psicoterapia Breve A Constelação Familiar é para curar doenças?

Não, não é. Apesar de isso acontecer muitas das vezes. Mas este seria apenas um efeito colateral do resto todo. A meta da Constelação Familiar (se é que ela tem uma meta) é curar os relacionamentos. Os laços, os vínculos, as desconexões. Então, anota aí: ”Constelação Familiar não tem como meta curar doenças e sim relacionamentos” O campo e o corpo

Este é um assunto interessante. O facilitador capta as informações do campo através do seu corpo. E isso é de fato muito estranho para nós ocidentais. Costumo dizer que durante a sessão de constelação comigo, o meu corpo se torna meu primeiro cérebro e a mente racional é colocada um pouquinho de canto. Ambos são importantes, contudo, corpo (sensação) e mente (razão).


A sessão, por isso, é quase silenciosa. O cliente traz um tema e no silêncio esperamos algumas percepções emergirem do que chamamos ”campo”. Não há conversas antecipadas e quanto menos informação o cliente oferece para o constelador mais bem atendido ele será (ao contrário das demais terapias nas quais a quantidade de informação verbal é importante para qualquer diagnóstico), na Constelação o silêncio, o não-verbo, é privilegiado.


Não é espírito é corpo


Muita gente confunde este movimento do campo nas Constelação Familiar com espíritos mensageiros ou algo que o valha. Mas, posso lhe garantir que, durante a sessão, captamos sensações corpóreas e que isso nos guia.


Para nós ocidentais é difícil compreender que o corpo seja fonte de informação fidedigna e útil para nós; já para os orientais tal realidade é bem mais palatável. Nós ocidentais compreendemos que apenas pelo filtro do cérebro (razão, dedução, lógica) é que é possível obtermos informação (lendo livros, vendo filmes, observando) e depois raciocinando - este é nosso modus operandi. Mas, na sessão de Constelação Familiar, privilegiamos o corpo como fonte de boas informações, também. Corpo e cérebro - ambos são nosso instrumento de trabalho. Este é o truque!


Atendimento Online com Bonecos – Agende/Saiba +

Atendimento Online Psicoterapia Breve Modalidades

A Constelação Familiar originalmente vem de trabalhos em grupos (que também chamamos de workshops). Também pode acontecer em consultório com bonecos e âncoras de solo (marcações no chão).


A modalidade online com bonecos já é uma opção testada e viável. Eu mesma já trabalho assim há 6 anos, tenho mais de 6500 clientes atendidos e posso dizer que com excelentes resultados e ótimas experiências.


■ Veja como faço o atendimento online com bonecos no youtube



Ajudei?

Bom, espero ter colaborado um pouco mais para sua pesquisa sobre as Constelações Familiares. Tenho um livro muito leve e motivador que fala tim-tim por tim-tim dos muitos e ricos benefícios que essa filosofia de vida adiciona à nossa existência quando a compreendemos como estilo de vida. Compre o seu!