Acho injustiça concordar com pais ruins| Constelação Familiar – Constelação Familiar Sistêmica

Acho injustiça concordar com pais ruins| Constelação Familiar

somos muitos constelação familiar

[Pergunta] Só porque minha mãe me deu a vida acho uma injustiça eu ter que aceitá-la e me dar bem com ela. Tenho que concordar com isso?

[Comentário Possível] Sobre o concordar ou não com o outro eu diria que “concordar” é mesmo uma atitude bastante funcional.

O que é concordar? 

Deixar o outro ser quem ele é, desistir de ”consertar” o outro com frases do tipo…


”poderia ser de outro jeito” 

”deveria agir assim e não assado” 

”seria melhor se…” 


Deixar essas frases de lado gera um bocado de paz, sabe? 

A gente desiste. Simplesmente a gente desiste.


● Grupo Online Livros de Hellinger | saiba+

Experimenta por um tempo. Os efeitos disso são muitos. E são plausíveis. Resultam em algo bom. 

Já quanto ao que trouxe sobre ”justiça” eu ainda gostaria de dizer uma coisinha.

As Constelações Familiares não estão no nível do opinativo.

O que traz Bert Hellinger não é um mero ”achismo” ou uma nova moral. 

Ele nos trouxe os frutos de suas observações de campo (em anos de experimentação).

E como diz meu professor Décio, ”a observação é pública”. 

Basta olharmos em volta com interesse: filhos conectados e agradecidos por estarem vivos, geralmente ficam bem na vida (e o contrário também se verifica). 

A vida por si só basta. Tem valor intrínseco. 

Foi por cima desse pilar que Bert construiu sua filosofia sistêmica do “honrar os pais”.

Pega a vida e toma (como foi).

Quem se apercebe disso mais rapidamente fica leve. 

Agora veja bem. Honrar é fazer churrasco com os pais e fingir que ama porque Bert mandou? 

Não. Claro que não. 

Honrar é seguir sem julgar. Esquece o churrasco e lembra disso: Seguir sem julgar.

Isso não é uma opinião de Hellinger. Ele observou que os sapiens mais bem sucedidos agem assim. 

Eles seguem sem julgar. 

Isso é pesquisa empírica. Literalmente pesquisa “de campo”.


● O Alma Flix está ativado 23,90

Conceitos como ”justiça ” e ”injustiça” na natureza? 

Será? 

A alma tem outros caminhos e a justiça dela, decididamente, não é como a nossa.

Ela escreve o que tem que ser escrito em linhas tortas. A caneta não está nas nossas mãos (como gostaríamos que estivesse).

Um câncer pode ser uma bênção, nesse ponto de vista. Um fim de relacionamento doloroso, idem. Um evento trágico, um abuso, uma injustiça. Tudo é adubo. 

A gente cresce muito nessas oportunidades como nunca cresceríamos em condições brandas e lineares. 

Essa é a “justica” do que Bert chama de grande alma. 

Dói e arde, mas cura. Tipo Merthiolate.


Isabela Couto | Constelação Familiar e Terapia Sistêmica | Wapp (31) 9 8269-8379 | Online e Presencial

Deixe um comentário