Tomei consciência e agora? Vai melhorar? Constelação Familiar – Constelação Familiar Sistêmica

Tomei consciência e agora? Vai melhorar? Constelação Familiar

– Isabela, só fazer a constelação familiar e ver as dinâmicas ocultas da minha história vai mudar minha vida?

– Oi. Acho que essa é a pergunta que mais recebo.

Já escrevi um ou outro texto sobre. Também já fiz uns vídeos.

A resposta é sempre não, claro que não basta.

É um primeiro passo trazer o “não-sabido” à baila, mas não é o suficiente não.

Bert divide esses instantes em dois: entender e compreender.


Curso de Filosofia Sistêmica


Compreender está para além-do-entender.

A compreensão é agir. Ir pra prática.

Pegou a dieta com o nutricionista?

Agora vai praticar (agir) conforme novos hábitos e posturas, certo?

Bolacha água e sal, queijo magro, alface e pronto.

Além de disciplina é preciso haver submissão.

Submeter-se às leis do orgânico.

Tantas calorias e mais nada, senão não rola resultado favorável nenhum.

Além da submissão à sua natureza, nos des-mi-mi-mi-zar é o próximo sinal de que estamos no bom caminho.


Atendimento Online Constelação Familiar com Bonecos


Tirar o mi-mi-mi, o lamento.

Compreender, de vez, que você não controla tudo e que, contra fatos não há argumentos.

Paz na alma frente aos limites impostos.

Meu irmão diz que aqui em casa a gente tem dna de baleia.

Não, meu irmão não está dizendo que a gente gosta de nadar muito.

Ele está se referindo à nossa dificuldade de nos manter magros.

Qualquer água com gás nos engorda.

Frente a esse dado biológico natural do nosso clã (que tem a baleia e não o macaco como ancestral), nao há o que fazer a não ser comer frutas e esquecer da lasanha


Então, repassando:

1) entender (vídeos, livros, consciência, teoria);

2) compreender (submeter-se, des-mimimizar, praticar).


Vamos de Bert?

Nao sei se estou ajudando muito, vou deixar um texto do Bert:

“Quando alguém experimenta ainda criança algo terrivel, isso é freqüentemente reprimido. A psicanálise nos mostrou que é importante trazer à luz, o que foi reprimido.

Mas a observação mostra que quando algo é trazido à luz isso ainda não é a solução.

Ainda é necessário um outro passo importante.

O passo importante é que a pessoa concorde com o que aconteceu sem lamentação.

Por exemplo, alguém sofreu um acidente grave e talvez tenha ficado paraplégico.

Ele se recorda disso de qualquer forma.

Contudo, não existe solução se não concordar com o que aconteceu sem lamentação.

Este é um passo dificil. Mas, o contrário é pior. Precisa-se somente imaginar o que acontece se ele não faz isso, se lamenta isso.


Class Online | Curso de Planejamento e Estratégia com Postura para consteladores iniciantes


Entretanto, se conseguir dar esse passo, da impotência que agora vivencia – ele não pode mesmo mudar mais nada – concordar com o que aconteceu, de forma que pode ser como é, alcança, no momento, uma profundeza na alma e uma força que outras pessoas não podem ter, exceto se elas também tiverem vivenciado algo semelhante e concordaram com isso.”


Isabela Couto | Atendimento Online com Bonecos

Deixe um comentário