Quando a Constelação Familiar se repete várias vezes – Constelação Familiar Sistêmica

Quando a Constelação Familiar se repete várias vezes


Eu gostaria de saber se existe um fim? Te faço essa pergunta porque parece que a gente olha, olha, constela, constela de novo às vezes sobre o mesmo assunto, só que de uma forma diferente, vai na psicóloga…kkk…ufa…isso não acaba não?!

3 constelações na vida, bastam (eu penso assim). Quem faz muitas sessões (e seu exemplo é um bom demonstrativo disso); se a pessoa faz-e-faz zils constelações e não muda suas posturas, claro que vai ficar em looping infinito. Circuito fechado.
Isso é pseudo-movimento.
Como sempre digo, é como correr na esteira: muita ação sem sair do lugar. Ou seja, mais outra promoção de autossabotagem.


■ Aula AO VIVO toda 4-feira as 21h


É preciso seguir adiante (sem ficar dando voltas). Isso significa ficarmos mais independentes dos pais, do campo, dos gurus e, sobretudo, das nossas expectativas cor-de-rosa e etc.
Em algum momento isso precisa diminuir. De recebedores a gente pode evoluir para entregadores. Que tal?
Quando a gente compreende de fato as Constelações Familiares a gente não quer mais mudar o campo conforme nossas querências. O que dá lá, dá lá e boa!

Depois de aceitar pai e mãe (ou seja, depois de aceitar a vida), a gente segue com tudo.

Está caída no campo? Segue. Está chorando? Segue. O pai não olha para você? Segue. A mãe lhe chama de bruxa? Segue. O filho gosta do político que você odeia? Segue.


■ ALMA FLIX, o maior acervo de vídeo-aulas sobre Constelação Familiar


Ir a muitas sessões só reforça a nossa insatisfação-eterna com a vida tal-qual-é.
Nesse termos, ainda estamos no reino de Alice.
Desejo-nos MAIS.


Isabela Couto | Psicanalista | Constelação Familiar com Treinamento pelo IDESV


ClassOnline Pé no chão e Pá na mão Para consteladores que desejam “dar um up” na sua carreira

Deixe um comentário