Meu pai vacilou e agora sobrou pra mim? – Constelação Familiar Sistêmica

Meu pai vacilou e agora sobrou pra mim?

[Pergunta] Meu pai fez muitas críticas aos irmãos de minha mãe a vida toda. Agora com as Constelações entendi que a exclusão que ele fez me atingiu e fiquei muito igual a esses tios; estou representando um deles (com problemas de sucesso pessoal e profissional). E agora, estou condenado a “pagar o pato” por isso?


Atendimento Online Constelação Familiar


[Comentário Possível] Isso acontece muito. Ao menos é o que observamos nas Constelações Familiares.

Um descendente paga a conta do seu anterior.

Ou seja, um filho assume para si desentendimentos, traumas, cisões que não fez pessoalmente, mas que existem latentes no grupo; na maioria das vezes são realidades não-ditas, doloridas, escondidas.


Fidelidade invisível

A explicação de que existe um vínculo profundo que nos une e nos impulsiona (inconscientemente) a sermos fiéis até no mais dificultoso cenário parece ser mesmo uma realidade da alma humana, um fenômeno.

Para entendermos isso melhor, talvez ajude pensarmos num modelo de contabilidade entre as gerações.


Contabilidade transgeracional

Se uma geração não resolve seus problemas em seu tempo alguém da geração seguinte se sente (inconscientemente) obrigado a equacionar e harmonizar as dívidas pretéritas – mesmo que isso a coloque em situações tão ou ainda mais difíceis que a de seus ancestrais.


Consciência Arcaica

Esse impulso é muito forte e vem da profunda e arcaica consciência de grupo (nossa parte mais antiga, coletiva, da espécie).

Esse impulso, portanto, se dá de forma inconsciente (quase instintiva) e pode arruinar a vida desse descendente caso ele não se aperceba logo-logo onde está metido.


Mini-curso gratuito | 10x mais resultados na sua constelação familiar


Todos pertencem

A solução, aqui nesse caso, talvez comece, primeiramente, desculpabilizando seu pai por ter feito tais comentários sobre os tios e, também, puxando pra si a responsabilidade daqui pra diante.

Num segundo momento a solução está também em reconhecer esses tios dizendo no seu íntimo:

“… tio, tia, eu vejo vocês. Vocês pertencem ao meu grupo. Eu vejo vocês. Sinto muito se foi difícil para vocês. Hoje, na própria pele, percebo o quão difícil foi para vocês. Respeito e honro o destino que tiveram. Ser adulto não é simples. Ganhar a vida não é simples. Agora sim, Eu vejo vocês e suas dificuldades. Agora sim deixo com vocês o que é de vocês e sigo com a minha história.”


Eu vejo você

Há um poder nessa sentença quando se diz com a alma: “eu vejo você “.

Se o seu pai excluiu esses tios (e, de novo, não julgue o papai por isso para evitarmos mais uma exclusão); se seu pai excluiu e agora você já se apercebeu disso, então já é hora de você incluí-los de maneira consciente para se desamarrar dessas questões.

E, para isso, nada melhor que dizer para os excluídos, no seu íntimo: “eu vejo vocês “.

Parece simplista e bobo, mas esse gestual tem ótimo efeito psíquico quando é permeado de reverência e amor.


Assista os vídeos Constelação Familiar


A Liberação

Fazendo isso você pode ir ficando liberado.

Seu insucesso profissional e pessoal pode ter mesmo a ver com tais eventos. Talvez ele (o insucesso) exista como sintoma da exclusão (numa metáfora, é o atchim da gripe, um sinal).

Seu insucesso pode ser o sistema dizendo: há excluídos que precisam ser reconhecidos, há uma dívida que precisa ser paga, há uma conta a ser equilibrada.


Fique leve

Pronto, se você honrar de verdade quem foi subtraído outrora, se o sistema for recomposto de coração e não como barganha, então, quem sabe você pode ser você novamente e fazer sua vida valer a pena – sem identificações e emaranhamentos com sua biografia ancestral.

Mas tem que ser com o coração (essa é a dica mais valiosa).

Bons trabalhos e sucesso.


Isabela Couto | Psicanalista | Constelação Familiar | Atendimento Online com Bonecos & Cursos

4 comentários em “Meu pai vacilou e agora sobrou pra mim?”

Deixe um comentário