Sua mente é uma colônia de ancestrais – Constelação Familiar Sistêmica

Sua mente é uma colônia de ancestrais

Sua mente não é só sua, sua alma também não

Aí nessa casa moram você e todos os elos da sua pré-história.

Ao que tudo indica, você, eu e todos nós sofremos influência da nossa ancestralidade.

Isso não é mística, nem tem a ver com crença em espíritos.

Isso não é novidade

Outros psicanalistas também já haviam mencionado essa possibilidade antes mesmo de Bert Hellinger expor tudo isso de forma tão patente.

Esta foi uma hipótese ventilada por Freud nos seus primeiros textos (os chamados textos antropológicos).

Na Psicanálise, por exemplo, chama-se hereditariedade psíquica.

A transmissão psíquica, então, não é um pensamento tão novo assim e nem mesmo é uma aventura alienada de Bert Hellinger, isolada de qualquer contexto.

■ Atendimento Online Constelação Familiar

Na prática

Ok, mas na prática, o que isso tem a ver conosco?

Na prática isso quer dizer que traumas lá de 1800 e bolinha respingam aqui, em você.

Ah não Isabela, aí não vale, né! Já está punk, hard, pesadíssimo viver só comigo, e ainda vou carregar traumas ancestrais? É isso mesmo produção?

Sim, e isso é muito observável.

Aliás, o mais bacana da Constelação Familiar e o que ela indica é que todo esse fenômeno é observável e público.

Qualquer pessoa pode abrir os olhos e começar a ver por si só.


A força da herança

Vou dar com um exemplo bobo, mas que pode ajudar no entendimento.

Se você é mulher ou convive com elas vai compreender bem o que estou falando.

Se você é um homem daqueles que frequentam os novos salões de beleza masculinos (estes que estão na moda agora com sinuca, cerveja e neons), então vai me entender também.

Os cabelos exigem cuidados, não é isso? Chapinha (para quem curte mais lisos), coloração, hidratação, corte, movimento, gel, secador, essas coisas.

Você pode até reclamar em alguns momentos e gostar em outros, mas tem que lidar com ele aí na sua cabeça, certo?

De onde vem esse cabelo, você gostando dele ou não? E o seu nariz? E o seu jeito intempestivo?

Isso aí, eles vêm lá de muito antes de você existir. Eles vêm lá de 1800 e bolinha (e até bem antes disso).

Você não os escolheu, você os herdou.


■ Curso Filosofia Sistêmica | Aprenda a pensar sistemicamente e ganhe autonomia


O psiquismo também passa de geração em geração

Assim como há uma genética física, química, biológica, há uma “genética psíquica” também; assim nos é transmitido hábitos, vícios, eventos difíceis, traumas, segredos familiares, sucesso, carinho, tino pra negócios e etc.

Tudo isso chega até aqui por esse mecanismo de transmissão.

Assim como herdamos a predisposição para sermos magros numa cultura que louva os magros, herdamos a propensão a engordar e temos que lidar com isso (queiramos ou não).

Assim também herdamos algumas doenças, medos e/ou eventos mal resolvidos dos nossos queridos antepassados e temos que lidar com isso (queiramos ou não). Simples assim.

Essas informações ficam arquivadas nos lençóis freáticos da alma, lá no inconsciente, bem fundo e, por vezes, manifestam-se (até bem mais do que pensamos e gostaríamos).

Transmissão Psíquica? Fala sério…

– Mas, Isabela, como se dá essa ”transmissão”?

– Não faço a mínima ideia, mas a clínica mostra as repetições, as doenças, os padrões e por conta desses efeitos é que conseguimos afirmar que a transmissão está acontecendo.

Sessão atrás de sessão, caso após caso, faz-se possível tal verificação empírica.

Herança não se escolhe, herda-se

A gente recebe nossa herança de presente.

Presente aqui significa que você não a mereceu, não trabalhou por ela, não houve esforço, você a ganhou, naturalmente.

Geralmente ganhamos uns 80 ou 90 anos de crédito para viver e, junto disso, ganhamos também as marcas “boas e ruins” do grupo que nos acolheu (grupo que chamamos de família).

As águias ganham penas e asas. A baleia ganha um pulmão gigante e barbatanas. Os lobos ganham pelos e o uivo.

Os bichos recebem e usam tudo o que têm, instintivamente.

O dálmata não reclama porque veio manchado de fábrica ou algo assim.

Usando tudo que temos

Quem sabe a gente pode reaprender isso com os instintos: acolher tudo o que recebemos.

E tudo é tudo mesmo: acolher tudo!

Os “bons traços” a gente aproveita e potencializa e os “traços ruins” a gente os reconhece (amorosamente) e os transforma como der, por exemplo, fazendo chapinha, dieta, coloração, deixando como está, alegrando-se, enfim. Seja criativo!

Claro que estou simplificando aqui e buscando deixar mais leve essa conversa, mas acho que deu pra entender, não é?

O desafio está mesmo em acomodar esse ”tudo” em nós e não julgarmos aqueles que vieram antes pelo que fizeram e fazem.

O julgamento pode acabar deixando tudo mais difícil para sua trajetória de vida.


■ Assista os vídeos Constelação Familiar


Do tropeço à solução

Quem não é grato pelo que recebeu lá de trás vive aprisionado na reclamação e fica arrogante, pesado e triste – diferente de humilde, centrado e agradecido.

É ai que a maioria de nós tropeça e que o bolo começa a desandar.

Fato é que ninguém quando nasce parte do zero. Ninguém se autogerou, todos têm uma origem.

Costumo dizer para meus clientes que não há juros sobre zero e nem filhos sem os pais.

Agradecer é honrar

Uma boa dica de saída é começar a olhar para essa lógica e refletir esse modo de ver-a-vida.

Jung, outro psicanalista, já disse algo mais ou menos assim:

“Quem não conhece seu passado tende a repeti-lo”, e viver de repeteco é sempre um atraso.

Segue aqui a frase de C.G. Jung que é linda e melhor estruturada que a minha.

Ele disse assim: ”Tudo aquilo que não enfrentamos em vida acaba se tornando o nosso destino.”

Destino expandido

Então, esse é um bom ponto. Olhar o que somos não somente enquanto indivíduos mas enquanto sistema.

Somos realmente muitos e se essa força for ignorada tudo pode vir a ser muito mais pesado, emaranhado e complicado do que poderia.

Mas, se ela for integrada, ual. Tudo pode tomar novos rumos.

É isso. Desejo-nos leveza e um destino mais expandido.


Isabela Couto | Psicanalista | Constelação Familiar com Treinamento pelo IDESV | Atendimento Online e Presencial com Bonecos & Cursos & Podcast

4 comentários em “Sua mente é uma colônia de ancestrais”

  1. Resumo maravilhoso, vc conseguiu simplificar pra entendermos de forma simples um assunto tão complexo. Muita gratidão .

Deixe um comentário